CASA FURADA

Casa Furada

Instalação audiovisual com 1.000 tomadas, 200 dispositivos sonoros, sons variados, TV de Led 40″ e câmera em circuito fechado (Rodrigo Gontijo e Simon Fernandes, 2017/2018)

A instalação CASA FURADA de Rodrigo Gontijo e Simon Fernandes é inspirada na terceira catástrofe, conceito proposto pelo filósofo Vilem Flusser. Para Flusser, o ser humano é o resultado de catástrofes do mundo e da natureza, que são divididas em três grandes catástrofes: a hominização, a civilização e a terceira catástrofe ainda sem nome. A primeira catástrofe foi a queda das árvores. O hominídeo foi obrigado a descer para o lugar que ele temia, o chão, o habitat dos seus maiores inimigos: insetos, répteis, anfíbios e os outros animais. No chão, ele aprende a caminhar, tornando-se nômade, um sujeito que andava sem descanso, em busca de alimentos. Depois de milhares de anos de nomândismo, o ser humano sofre a segunda catástrofe, chamada civilização. Com o assentamento em cidades, aldeias e casas fixas, o ser humano começa a acumular objetos, bens e posses. A segunda catástrofe permitiu que o espírito do andarilho fosse domesticado. As paredes das casas habitadas por ele protegiam-no do frio, da chuva e do ataque de animais. No presente momento acontece uma terceira catástrofe, ainda sem nome, que é aquela que ocorre quando as paredes das casas que nos protegiam das ameaças são perfuradas e invadidas pelos ventos da informação. O lugar onde acreditávamos estar protegidos, encontra-se perfurado, conectando-nos com o mundo, através das tomadas. Ao plugar nossos dispositivos eletrônicos e digitais somos bombardeados por uma quantidade enorme de informações que nos sufoca, nos ocupa e nos preocupa, nos deixa ansiosos, transformando nossos corpos e nossas relações pessoais e sociais. Vivemos um período de uma obesidade anêmica, ou seja, um excesso que produz um esvaziamento.

O trabalho foi originalmente concebido para a exposição “Flusser e as Dores do Espaço” que aconteceu em 2017 no SESC Ipiranga e remontado na Casa Galeria em 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s